Vamos falar sobre o botox




Sendo um dos tratamentos mais populares quando o assunto é estética, o botox é capaz de proporcionar uma série de benefícios não só para a aparência, mas também para a saúde em uma série de tratamentos.


Você sabia, por exemplo, que a toxina botulínica – nome científico da substância – pode ser usada para controlar a sudorese?

Na verdade, essa é apenas uma das mil e uma finalidades para qual ela apresenta bons resultados, sendo que muitas pessoas ainda não as conhecem, limitando o seu uso para fins estéticos. E se você também faz parte desse grupo, acompanhe as informações a seguir e descubra para quem e em quais casos o botox pode ser indicado.


Afinal, o que é o botox?

Brevemente falando, trata-se de uma substância produzida a partir de uma bactéria chamada Clostridium botulinum, responsável por causar a doença de envenenamento alimentar conhecida como botulismo. No entanto, você pode estar se questionando sobre os riscos desse tipo de substância, mas fique tranquilo: o botox industrializado é purificado e administrado em doses reduzidas, incapazes de causar a doença.


Em quais casos ele pode ser indicado?

Conforme apresentamos anteriormente, o botox é uma substância que possui uma série de utilidades – ainda que seu uso para fins estéticos seja mais popular – e, é capaz de promover diversos benefícios para quem a utiliza. Conheça a seguir as principais indicações:


1. Para amenizar rugas e linhas de expressão

Combater os sinais do envelhecimento é com certeza uma das finalidades mais comuns da toxina botulínica.

Quando aplicado no rosto, a substância promove um relaxamento temporário que impede a transmissão de impulsos do neurônio para o músculo, fazendo com que ele não se contraia e, consequentemente as rugas e linhas de expressão sejam suavizadas.

Nestes casos, homens e mulheres que tenham essas marquinhas na região da testa, entre as sobrancelhas, e a lateral dos olhos e boca, podem se beneficiar com a aplicação.


2. Hiperidrose

Também conhecida como sudorese, pacientes que sofrem com a condição em regiões como as axilas, palmas das mãos e nos pés podem fazer a aplicação do botox para amenizar o desconforto causado pelo suor excessivo. Nestes casos, a substância age bloqueando as glândulas sudoríparas a fim de reduzir sua produção.


3. Bruxismo

O ato de ranger os dentes enquanto dorme pode trazer uma série de consequências graves para quem sofre com a condição. Nestes casos, o botoxtorna-se um importante aliado no tratamento. Isso porque, ele age sobre os músculos da mastigação, promovendo o seu relaxamento e amenizando as contrações musculares na região.

Vale destacar que em todos esses casos o acompanhamento e a indicação de um profissional qualificado de confiança é fundamental para se obter bons resultados com a aplicação da substância.


Quando iniciar o tratamento com Botox?

Uma dúvida comum entre pessoas que querem obter os benefícios do Botox no longo prazo é sobre quando o tratamento deve ser iniciado.

Não existe uma idade pré-determinada, sendo que essa decisão é influenciada pela tendência genética ao envelhecimento cutâneo e hábitos, que podem ocasionar o envelhecimento precoce do rosto, como a formação de rugas.

Atualmente, uma conduta cada vez mais adotada é o uso preventivo do Botox, iniciado antes da formação de rugas justamente com o objetivo de evitar que elas surjam ou se intensifiquem. Destaca-se que essa opção de tratamento pode começar antes dos 30 anos, mas a paciente deve ter consciência de que é necessário reaplicar a substância a intervalos regulares de cerca de 6 meses para garantir os resultados no longo prazo.