Alopecia Frontal Fibrosante



Essa doença foi descrita pela primeira vez no ano de 1994, na Austrália. E justamente por se tratar de algo relativamente recente que as pessoas ainda têm pouco conhecimento sobre o assunto.


A alopecia fibrosante frontal, também conhecida pela sigla AFF, se caracteriza pela queda de cabelos de forma lenta, progressiva e cicatricial (definitiva).

Trata-se de uma doença que apresenta um recesso da orla de implantação dos fios do couro cabeludo, principalmente na região frontal e temporal. Isso quer dizer que os cabelos começam a cair na parte da franja e também dos lados com aumento da região da testa, muitas vezes observada pelas pacientes ou percebido através da comparação de fotos ao longo da vida.


Muitas vezes, os sintomas da alopecia frontal fibrosante são confundidos com a queda de cabelo causada na época da menopausa ou ações como a de fazer penteados em que os cabelos são tracionados com muita força. Já no caso das sobrancelhas, os sintomas podem estar erroneamente associados ao fato de se tirar demais os pelos na depilação.

A queda dos pelos das sobrancelhas, o que normalmente precede a queda dos fios do couro cabeludo em vários anos. Por isso a importância de que se você perceber que a sobrancelha está caindo e ficando mais rarefeita antes de realizar procedimentos na região como tatuagens definitivas você deve comentar com seu dermatologista.


O grande problema é que, caso a alopecia fibrosante frontal precisa ser diagnosticada precocemente, pois evolui com a perda definitiva dos fios. Por esse motivo, marcar uma consulta com um médico dermatologista é sempre a melhor escolha quando você notar qualquer tipo de alteração nos cabelos.


Portanto, se você vem perdendo a sobrancelha, ficando sem pelos nos braços e sua testa parece estar ”crescendo”, atenção: você pode ter uma doença chamada de alopecia frontal fibrosante (AFF).


Procure seu Dermatologista, e lembre-se "tempo é cabelo".


Um ótima semana , com carinho Regislaine.